Etiqueta Alinha e a valorização do profissional de costura

Ontem (31 de agosto) foi o lançamento da etiqueta alinha o projeto é um negócio social que pretende conectar oficinas de costuras com marcas e estilistas que querem fazer a diferença na moda trabalhando de um modo justo.
Todas as marcas que participam do projeto se comprometem a pagar um preço justo pelo trabalho da oficina e a oficina a se regularizar, melhorar o local de trabalho dos costureiros e se aprimorar. As marcas que participam ganham a etiqueta alinha nas peças, que indica que aquela peça foi feita com um trabalho justo.

Como funciona o Instituto Alinha

Durante o lançamento de ontem a estilista Flávia Aranha, dona de uma das marcas que já participa do projeto, contou sobre como a experiência de trabalhar com essas oficinas alinhadas está sendo positiva. Alguns costureiros do projeto também estavam no evento e receberam homenagens para valorizar o trabalho deles, foi lindo ver a felicidade deles em estar trabalhando em boas condições, podendo se aperfeiçoar e recebendo um valor justo, mas é triste saber que o que deveria ser o básico e normal é quase que uma exceção no mundo têxtil.
O evento contava com uma experiência de você estar dentro de uma oficina de costura, através de uma imersão com óculos de realidade virtual, experimentei a sensação e é desesperador pensar o tanto de pessoas que estão nessa realidade para podermos vestir a blusa, calça ou qualquer peça da moda.
Já fui em alguns eventos sobre moda responsável mas esse foi o primeiro que contou com a presença dos profissionais de costura e homenagens a eles por acreditarem no projeto e por estarem dispostos a participar da mudança. Não dá para falar ou fazer moda sustentável sem se preocupar e valorizar com quem costura as peças, a moda responsável tem que ser responsável em todo o processo desde qual tecido será usado até em que condições as pessoas que fazem as peças estão trabalhando. Não adianta fazer peça com algodão orgânico por exemplo e pagar valores ridículos para as pessoas que fazem as peças.
Você pode acompanhar o Instituto Alinha no facebook, instagram para saber mais do projeto, conhecer as marcas que já estão participando e se você tem uma marca pode conectar com oficinas do projeto.

Vida longa a projetos que fazem a diferença!

Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s